O que é barreira cutânea?

O que é barreira cutânea?

Para entendermos bem o que é barreira cutânea, precisamos entender um pouco sobre a anatomia e fisiologia da pele.

A pele é formada por três camadas principais, hipoderme, derme e epiderme. Sendo a epiderme a camada mais superficial da pele.

A epiderme é subdividida em outras cinco camadas, sendo elas a camada espinhosa, camada granulosa, camada lúcida e camada córnea.

A camada córnea, por sua vez, é a camada mais externa da epiderme e é formada por células mortas que estão ligadas entre si por lipídios, em sua maioria, ceramidas.

Essa camada córnea se comporta como um muro feito com tijolos, células mortas, tendo como  cimento os lipídios.

A principal função da camada córnea é nos proteger de agressões externas, regular o ph da pele e impedir a perda excessiva de água para o ambiente, mantendo a pele hidratada por mais tempo.

Por isso, é justamente nessa camada que se encontra a barreira cutânea, ou manto hidrolipídico.

O que é a barreira cutânea?

A barreira cutânea é um filme super fino localizado na camada córnea, que como já vimos, é a camada mais superficial da pele.

Essa barreira cutânea é formada por:

  • Células mortas (queratinócitos) entrelaçados e dispostos em camadas.
  • Lipídios (ceramidas, colesterol e ácidos graxos livres).

Esse lipídios são estruturas bipolares (hidrofílica e hidrofóbica) que controlam o quão permeável a pele será e o quanto de água sairá pela pele.

Graças a esses fatores estruturais, a barreira cutânea tem a função de manter a pele protegida, por ser uma barreira física.

Também mantém a pele hidratada, determina o ph da pele e impede que bactérias nocivas vivam na nossa pele

Parece muita coisa para uma única camada da pele, mas a camada córnea recebe ajuda de um “hidratante natural” produzido pela própria pele. O FHN.

O que é FHN (NMF)?

FHN é a sigla para Fator de Hidratação Natural, e se trata de um conjunto de substâncias que interagem entre si para condicionar a pele e reter a hidratação.

O FHN é composto por :

  • Ácido pirrolidona carboxílico (PCA) – 12%
  • Lactato – 12%
  • Citrato – 0,5%
  • Ureia – 7%
  • Sódio, cálcio, fosfato, potássio, magnésio e cloreto – 18,5%
  • Amônia, ácido úrico, glucosamina, creatinina – 1,5%
  • Açúcares, ácidos orgânicos, peptídeos e outros componentes – 8,5%

Juntos, os lipídios encontrados na camada córnea e o FHN, tem um grande papel em manter a pele hidratada.

Agora que já entendemos, que a função da barreira da pele é tão importante e que para desempenhar seu papel ela recebe a ajuda do hidratante natural FHN, vamos aprender como identificar se a pele está com a barreira cutânea danificada e como evitar que isso ocorra.

Como saber se a barreira cutânea está prejudicada?

Como saber se a barreira cutânea está danificada?

Como vimos, a barreira cutânea tem o papel de manter a hidratação e nos proteger.

Por isso, um dos sinais mais clássicos de que ela está prejudicada é o ressecamento.

Podemos perceber que a pele está ressecada, quando ela apresenta descamações, repuxamento e até uma aparência mais esbranquiçada.

Outro sinal que a pele dá, é a sensibilidade.

Coceira, vermelhidão e até lesões, podem ser sinal de que a barreira cutânea não está íntegra.

Algumas doenças de pele, como infecções bacterianas, fúngicas e virais podem ocorrer também quando a barreira da pele está muito frágil. Visto que se perde a proteção da pele contra agentes externos nocivos.

Casos de dermatite atópica também são comuns, em casos de barreira cutânea fragilizada.

Para saber mais sobre essa correlação entre barreira cutânea e dermatite, leia esse estudo realizado pela USP.

Nesse caso, procure um dermatologista.

Dicas para manter a barreira da pele saudável

Primeiramente, conheça seu tipo de pele.

Peles naturalmente secas e sensíveis, costumam não ter uma barreira da pele tão íntegra e precisam de mais cuidados.

Nesse caso, invista em limpadores faciais mais hidratantes e não agressivos.

Capriche também em hidratantes mais emolientes que contenham ceramidas ou outros óleos.

Da mesma forma, se você tiver a pele mista ou oleosa, vale ter o cuidado de não usar produtos tão abrasivos que retirem demais a hidratação da pele.

Procure sempre hidratar a pele com produtos mais leves, como séruns e géis. Mas não deixe de hidratar a pele.

Cuidado para não esfoliar demais o rosto, seja com esfoliantes físicos que apresentam grânulos, ou com esfoliantes químico como alfa-hidroxiácidos.

Evite também, lavar o rosto com água quente e evite coçar ou tocar demais no rosto.

Se proteja sempre do sol! A radiação UV é um dos principais agressores da barreira da pele.

Hidrate-se de dentro para fora, tomado bastante água e tenha uma alimentação saudável e equilibrada.

Ou seja, é preciso ter cuidado para não agredir a pele e tentar preservar ao máximo a hidratação natural.

Em conclusão, tomando esses cuidados, com certeza você terá uma barreira da pele íntegra, capaz de reter a hidratação e te proteger!

Produtos que ajudam a manter e recuperar a Barreira Cutânea

Geralmente, produtos hidratantes são capazes de ajudar a manter e restaurar a Barreira Cutânea.

Alguns exemplos são:

Hidratante Restaurador Bepantol Derma

 

Bepantol Derma Hidratante Restaurador

Loção  Anti-idade Alfa Hada Labo

Loção Alfa Hada Labo

Gel Hidratante Hydro Boost Neutrogena

Gel Hidratante Hydro Boost Neutrogena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira Também